Bombeiro Militar promove curso de Guarda-Vidas para atuar nas praias de Jaguaruna

30 Novembro 2017 10:27:00

Aulas iniciaram no 5º Batalhão em Tubarão, e tiveram seguimento na lagoa e no Balneário Arroio Corrente, em Jaguaruna.

REDAÇÃO FOLHA REGIONAL
Foto: Vanderleia Pereira/ FR

Ser Guarda-Vidas é uma missão gratificante, mas que exige muito preparo. Para suprir a demanda nos balneários de Jaguaruna durante a alta temporada, o Bombeiro Militar de Santa Catarina promoveu um curso, envolvendo aulas práticas para a preparação dos guarda-vidas, que deverão fazer a guarnição durante a temporada de veraneio. 

De acordo com o instrutor Edivaldo Antônio de Melo Machado, o Tenente Machado, os alunos passam por classificação para fazer o curso. "Nós não ensinamos a nadar, os pretendentes têm que ter aptidão para o trabalho", enfatiza o Tenente, que destaca as normas do curso. "O curso é bastante prático, são noventa horas no total, com a iniciação no quartel em Tubarão avaliando a parte física e mais três semanas aqui na praia, esta parte prática é com o objetivo de evoluir as técnicas do aluno para que a resistência física seja aprimorada", ressalta o instrutor.

O curso prevê duas turmas, uma dos que já atuaram e outra de novos guarda-vidas. Este específico, onde prevê a formação de 25 novos guarda-vidas, na maioria homens e apenas uma mulher, será concretizado hoje, quinta-feira, 30. De acordo com o instrutor, a maioria dos alunos são jovens, com idade entre 18 a 25 anos. "A maioria são jovens, mas há um pessoal mais velho que atua, porém o que vai limitar não é a idade, mas a capacidade física e as demais exigências para atuar como guarda-vidas", observa o Tenente.

Ainda de acordo com o Tenente Machado, o curso trabalha com o objetivo para que todos sejam contratados para atuar no veraneio. "Nós temos vagas, mas pode ser que alguns fiquem de fora, até porque alguns fazem o curso e conseguem outro emprego e resolvem ficar de fora, mas a nossa necessidade para Jaguaruna é grande, então a ideia é que todos que estejam se preparando e passam no curso, sejam contratados", destaca.

O curso iniciou com 30 selecionados, mas alguns já foram desligados por não conseguirem passar em algumas provas. De acordo com o Tenente, as atividades exigidas no curso são as mesmas, tanto para homens quanto para mulheres. "Quando uma pessoa está necessitando de ajuda, seja homem ou mulher que esteja no trabalho, vai ter que socorrer e, necessariamente, precisa estar preparado,", conclui.

CLIQUE AQUI  e confira nossa galeria de fotos





reginaldo-site.png













toninho.jpg

marcelo-site-ok.png
14322344777940.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina